Home Notícias Esportes Paralímpicos Judô paralímpico brasileiro comemora conquistas de 2017
0

Judô paralímpico brasileiro comemora conquistas de 2017

Judô paralímpico brasileiro comemora conquistas de 2017
0
0

Brasileiros lideram ranking mundial em duas categorias

2017 foi um ano de muitas conquistas para o judô paralímpico brasileiro. Foram 21 medalhas conquistadas nas duas competições internacionais em que participou. Além disso, dois judocas lideram suas categorias na última atualização do Ranking da Federação Internacional de Esportes para Cegos (IBSA – sigla em inglês).

Alana Maldonado é a número 1 dos médios (-70Kg). Tal posição foi conquistada com os excelentes resultados obtidos ao longo do ano, como o ouro na Copa do Mundo de judô paralímpico disputada no Uzbequistão, em outubro. Alana mantém o retrospecto de medalhar em todas as competições que participa desde 2015, quando chegou à Seleção Brasileira.

Com seis medalhas internacionais, a judoca já foca no primeiro lugar do Campeonato Mundial – que ocorrerá no ano que vem em Lisboa, Portugal. A competição vale pontos para os Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020.

Outro que lidera o Ranking de judô paralímpico na sua categoria é Wilians Araújo no pesado (+100kg). Além deles, o Brasil tem outros destaques no ranking mundial. São nove atletas entre os 12 primeiros colocados, número que garante vaga para a disputa dos Jogos Paralímpicos.

Brasileiros no Ranking da IBSA:
Deanne Almeida, 3º no pesado;
Antônio Tenório, 4º no meio-pesado;
Harlley Arruda, 6º no meio-médio;
Arthur Silva, 7º no médio;
Lúcia Araújo, 7º no meio-médio;
Michele Ferreira, 10º no meio-médio;
Denis Rosa, 11º no leve;
Karla Cardoso, 11º no ligeiro;
Rebeca Silva, 12º no pesado.

Grandes conquistas em 2017

A retrospectiva vitoriosa da Seleção começa em agosto com o Campeonato das Américas IBSA 2017 na cidade de São Paulo. Só nessa competição foram 18 medalhas conquistadas, sendo sete de ouro, cinco de prata e 6 de bronze. O campeonato teve a participação do Brasil, Argentina, Canadá, Estados Unidos e Porto Rico.

Logo em seguida, cerca de um mês depois, foi a vez da Copa do Mundo de judô paralímpico. A Copa ocorreu em Tashkent, no Uzbequistão. Das oito disputas, três foram conquistadas. Além da Alana Maldonado como campeã, o país teve Lúcia Araújo com a prata e Wilians Araújo com o bronze.

 

Texto: Nathália Ely/Travinha Esportes
Foto: Leandro Martins/CPB/MPIX

LEAVE YOUR COMMENT

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *