0

História do Esqui Aquático

História do Esqui Aquático
0
0

A origem do Esqui Aquático

Existem três versões da origem do Esqui aquático.

A primeira diz que no início do século XX, um esquiador suíço depois de ter descido uma montanha deparou-se com um lago. Por estar embalado, ele não tinha como parar o esqui e avançou sobre as águas, deslizando por vários metros. Depois desta experiência até o surgimento da corda e o uso do barco para impulsionar os esquis foi rápido.

A segunda versão diz que no ano de 1927, um grupo francês curtia o verão nos Alpes quando um deles teve a ideia de  tentar trocar os esquis de neve por um que flutuasse sobre as águas. Dizem que através deste oficial francês o Esqui aquático foi inventado.

A terceira e talvez a mais convincente, diz que a invenção do esqui aquático foi através de um norte-americano chamado Ralph Samuelson (foto acima), de apenas 18 anos. Segundo este registro, no ano de 1922, o jovem norte-americano usou um esqui de neve para deslizar nas águas do lago Pepin, no estado de Minnesota, nos Estados Unidos, puxado por uma lancha. Como o esqui de neve não tinha uma estrutura adequada, Ralph acabou desenvolvendo esquis apropriados para a água.

Uma única dúvida que fica no ar e que ninguém explicou até hoje, é o fato de que os esquis específicos para a água não foram patenteados por Ralph, mas sim pelo outro norte-americano, Fred Waller (foto acima), no ano de 1925.

Independentemente de qual das três versões sejam a verdadeira, o que podemos afirmar é que o esqui aquático virou febre na década de 1930, onde era muito comum ver barcos puxando esquis em lagos dos Estados Unidos.

No ano de 1936, segundo registros, o esquiador norte-americano Jack Anderson, foi o primeiro a saltar com os esquis, em alta velocidade, de uma rampa de 1 metro de altura, na Feira de Nova York, nos Estados Unidos.

Quatro anos se passaram desta apresentação de Jack Anderson e o esqui aquático teve nos Estados Unidos teve criada a primeira entidade oficial do esporte, a American Water Ski Association. A partir daí, surgiam as competições oficiais de esqui aquático.

No ano de 1946, com o crescimento de praticantes em todo o mundo, foi criada a International Ski Organization (atual International Water Ski Federation), que traduzindo para o português significa Federação Internacional de Esqui Aquático. Em 1949, foi disputado na França, o primeiro Campeonato Mundial de Esqui Aquático.

Atualmente, as principais competições internacionais são os Campeonatos Mundiais, Campeonato Pan Americano, Campeonato Latino-americano e os Jogos Pan Americanos.

 

 

 

O Esqui Aquático no Brasil

A introdução do esqui aquático no Brasil chegou através do esquiador paulista Paulo Weigand (foto acima). Weigand conquistou ao longo de sua carreira diversos títulos internacionais e atualmente é um dos diretores da Confederação Brasileira de Esqui Aquático (CBEA). Já os primeiros esquis que apareceram no Brasil foram através de pessoas da sociedade paulista que por volta das décadas de 1940 e 1950, importaram os equipamentos dos Estados Unidos.

Em 1950, na represa de Guarapiranga, em São Paulo, foi a primeira apresentação de esqui aquático para os brasileiros. Quatro anos depois, houve uma outra apresentação no parque Ibirapuera, também em São Paulo, durante as comemorações dos 400 anos da cidade. Nesta ocasião, os esquiadores foram puxados por um helicóptero da FAB (Força Aérea Brasileira).

Nesta época os esquis eram fabricados com madeira e esquiava-se sempre com dois esquis. Naquele tempo as manobras realizadas eram pular a marola, ficar agachado, tirar um dos esquis da água e dar saltos sobre pequenas rampas.

Já na década de 1960, o esqui aquático passou a ser dividido nas modalidades de Slalom, Salto de rampa, Truques e Sola (berefoot).

Aqui no Brasil, a principal competição é o Campeonato Brasileiro que é realizado desde 1984 e é organizado sob os cuidados da Confederação Brasileira de Esqui Aquático.

 

 

 

Principais esquiadores do esqui aquático

Aqui no Brasil nomes como Nicholas Fuldauer, Fernando Neves (foto acima), Caio Neves, Thiago Gerin, Felipe Neves e Alexandre Riccio de Oliveira são os esquiadores de destaque no masculino.

Já no feminino a atleta que teve grande expressão em competições é a paulistana Lisa Debbaudt, que foi seis vezes campeã brasileira.

No cenário mundial, no esqui aquático masculino os destaques são o inglês Andy Mapple, os norte-americanos Freddy Krueger (foto acima) e Chris Parrish, o francês Nicolas Lê Forestier, o canadense Jaret Llewellyn e o australiano Bruce Neville.

Já as esquiadoras de destaque em nível mundial são as norte-americanas Tawn Larsen, Karen Truelove (foto acima) e Kristi Overton-Johnson; a russa Elena Milakova; a canadense Susi Graham; e as australianas Toni Neville e Emma Sheers.

 

 

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
– LIVRO: O que é canoagem, remo e esqui aquático / Silvia Vieira, Armando Freitas. Rio de Janeiro: Casa da Palavra: COB, 2007.
– LIVRO: The Sports Book: The Sports, The Rules, The Tactics, The Techniques / Ray Stubbs. England: Dorling Kindersley: 2009.
– SITE: Confederação Brasileira de Esqui Aquático – http://www.cbea.com.br/
– SITE: Federação Internacional de Esqui Aquático (IWSF) – http://www.iwsf.com/

LEAVE YOUR COMMENT

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *