Home História dos Esportes Mesa Tênis de Mesa Origem e História do Tênis de Mesa no Mundo
0

Origem e História do Tênis de Mesa no Mundo

Origem e História do Tênis de Mesa no Mundo
0
0

 

A origem do Tênis de Mesa

Por volta da segunda metade do século XIX, o Tênis de Mesa começava a nascer na Inglaterra através de estudantes universitários e também por militares ingleses.

Jogando de maneira improvisada, as redes poderiam ser com os livros que os universitários estudavam bem como uma raquete feita de papelão ou tripa de animal usada pelos militares em guerra. Este era um jogo do qual podiam passar o tempo e também não dependiam do clima para praticarem o tênis, esporte do qual originou o tênis de mesa.

Há um jogo que foi o primórdio do tênis de mesa, lançado por John Jacques, em 1891, chamado Gossima (foto acima). As raquetes possuíam um cabo mais longo e eram ocas, a bolinha era de cortiça e tinha cerca de 50 milímetros de diâmetro e a rede tinha 30 centímetros de altura.

 

 

James Gibb e o nome Pingue-Pongue

Bem no finalzinho do século XIX, mais precisamente em 1898, um maratonista aposentado inglês, chamado, James Gibb, ao retornar de uma viagem de negócios dos Estados Unidos, trouxe em sua bagagem, para a Inglaterra, bolinhas de celulóide de brinquedo. Imaginou que com estas bolas, o antigo jogo de Gossima poderia ganhar um algo a mais.

Ouvindo a bola sendo golpeada por raquetes ocas, de cabo longo e feita de pergaminho (pele de carneiro), simplesmente associou os sons produzidos pela bola na raquete e na mesa com as palavras pingue-pongue. O “pingue” é o som que emitia a mesa quando a bolimnha quicava (som mais aberto), o “pongue” (som mais fechado) era o som produzido quando a bolinha batia na raquete.

James Gibb submeteu esse nome ao seu amigo, John Jacques, fabricante de produtos de esporte da Groydon. Jacques registrou então o nome do esporte e mais tarde os direitos foram vendidos para a empresa Parker Bros. Esta empresa passou então a fabricar em larga escala o equipamento do jogo e, com isso, o pingue-pongue virou mania na virada do século XIX.

 

 

O Pingue-Pongue “vira” Tênis de Mesa

Em 1922, na Inglaterra, através de J. J. Payne, da cidade de Luton, Percival Bronfield, da cidade de Beckenham, F. Carris, da cidade de Manchester e outros veteranos, formaram uma Associação de pingue-pongue. Contudo, eles estavam legalmente impedidos de usar este nome (pingue-pongue) pelo fato de já ser registrado como uma marca pela empresa Parker Bros.

Foi então que no mesmo dia da criação desta tentativa de criar a Associação, decidiram chamar o esporte por outro nome, Tênis de Mesa.

Tomando todos os cuidados, Payne e companhia, redigiram com cuidado um código de regras do jogo para que fossem aceitas nacionalmente por todos os adeptos. Também estimularam a criação e venda de equipamentos de primeira linha. Os sistema de jogo de duplas foi o adotado na época, na cidade de Manchester, na Inglaterra, e quatro anos mais tarde as regras foram aceitas no exterior. Pouco tempo depois o esporte ja era praticado em simples também.

O código de regras acabou se tornando a base para as regras internacionais e o nome Tênis de Mesa o oficial.

Em 1926, era criada a ITTF (International Table Tennis Federation / Federação Internacional de Tênis de Mesa), em Berlim, na Alemanha, entidade que é a responsável pela modalidade até hoje.

 

 

O profissionalismo do Tênis de Mesa e os principais atletas

Muitos países experimentaram o tênis de mesa antes dele se tornar um esporte profissional. Japão, China, Coréia e Hong-Kong, praticavam a modalidade antes de 1920.

Com a criação da Federação Internacional de Tênis de Mesa, em 1926, o esporte passaria por algumas modificações a partir do código de regras lançado por Payne e a Associação de Tênis de Mesa. Um exemplo destas modificações foi o estabelecimento de regras de tempo, dando maior rapidez ao jogo e exigindo maior força de ataque.

No mesmo ano da criação da ITTF, foi realizado em Londres, na Inglaterra, o Primeiro Campeonato Mundial de Tênis de Mesa.

Em 1952, o Mundial ja estava na sua décima nona edição (pois era praticado anualmente) e marcou a primeira competição no mundo asiático, disputado em Bobaim, na Índia. Em 1953, a China (foto abaixo) fazia sua estréia em competições mundiais.

A partir de 1957, os Campeonatos Mundiais passaram a ocorrer de dois em dois anos.

Em 1977, a ITTF recebia do COI (Comitê Olímpico Internacional), o reconhecimento do Tênis de Mesa como modalidade esportiva.

Em 1988, onze anos após ser reconhecido pelo COI, o Tênis de Mesa entrava nos Jogos Olímpicos de Seul (foto abaixo), na Coréia do Sul de onde nunca mais saiu.

Desde a estréia do Tênis de Mesa nos Jogos Olímpicos, o esporte só cresceu em todo o mundo. Atualmente, a Federação Internacional de Tênis de Mesa têm mais de 124 Associações filiadas em todo o mundo.

 

A China é o país com maior tradição no esporte desde a década de 1980 e, entre os grandes nomes que figuram, estão a tenista Wang Nan (foto acima à esquerda), considerada a melhor de todos os tempos com quatro medalhas de ouro em Olimpíadas, o tenista Wang Hao (foto acima à direita) e a outra tenista chinesa, Zhang Yining (foto abaixo).

 

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
– LIVRO: Almanaque dos Esportes, Paulo Basso Jr. – São Paulo: Editora Europa, 2009.
– LIVRO: Tênis de Mesa – Teoria e Prática. Welber Marinovic, Cristina Akiko Iizuka e Kelly Tieme Nagaoka  – São Paulo: Editora Ph, 2006.
– LIVRO: História dos esportes/Orlando Duarte. – 4ª ed. – São Paulo: Editora Senac São Paulo, 2004.
– SITE: Confederação Brasileira de Tênis de Mesa – http://www.cbtm.org.br/
– SITE: Federação Internacional de Tênis de Mesa – http://www.ittf.com
– SITE: Federação Paulista de Tênis de Mesa – http://www.fptm.com.br/

LEAVE YOUR COMMENT

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *