Home História dos Esportes Lutas e Artes Marciais Hapkido Origem e História do Hapkido no Mundo
0

Origem e História do Hapkido no Mundo

Origem e História do Hapkido no Mundo
0
0

 

Hapkido – A origem

O significado de HAP (união), KI (força, espírito) e DO (caminho), formou o significado de Hapkido em: “O caminho da união da força e do espírito da arte marcial coreana”.

A luta pela sobrevivência fez com que o homem adotasse diferentes e variadas formas de combates com ou sem armas, em algumas ocasiões de criação própria ou então através de imitação a animais ou de lutadores mais peritos.

No inicio, o hapkido não era para ser utilizado como uma forma de defesa, seus movimentos eram treinados apenas para o desenvolvimento do “KI”, (força interior, energia vital), pelos monges budistas vindos da Índia para China em 67 a.C.

Introduzido na Coréia em junho do ano 372 d.C. em tempos de Goryo, os monges descobriram que alguns dos movimentos utilizados em seus treinamentos físicos, serviam para sua auto defesa, servindo de arma contra agressores que encontravam em seu caminho de levar o budismo aos povos que viviam na região do Oriente.

Não sabemos ao certo se os monges indianos já utilizavam as armas brancas como: Dan guon (faca pequena), Jang guon (faca longa-espada), Dan boung (bastão curto), Jang boung (bastão longo), Yi (bengala), Kun (corda) e Tu sook (estrela). Porém sabemos que estas armas eram propicias para a época e existem até hoje dentro do hapkido. Estes dois fatos históricos comprovam a existência do hapkido e não esta descartada a hipótese de que a arte tenha dado origem a outras artes marciais.

Logo que os monges chegaram da Coréia, começaram a catequizar os povos que viviam naquela região com o budismo, porém, as técnicas de auto defesa que descobriram, só eram passadas para os nobres e para a guarda imperial. Os pobres sendo a maior parte da população, não tinham o conhecimento e nem acesso a estas técnicas. Devido à necessidade terem que se defender, os nobres começaram a mesclar o que aprenderam com os monges indianos às técnicas rudimentares que já utilizavam. Já os pobres continuaram sem ter acesso às técnicas do então nomeado hapkido. O fato de que os pobres continuaram sem ter acesso às técnicas do hapkido, quase o levou á extinção.

O hapkido acompanhando o crescimento do budismo desde os tempos de Goryo, passou por três reinos: SILA (pronuncia-se chila em português), BAEK JE, e KOGURYO. Por ser o menor dos três reinos, SILA sofria constantes invasões de salteadores que viviam pela região e de seus vizinhos KOGURYO e BAEK JE. Durante o reinado de Chin Heung, vigésimo quarto rei de SILA, um grupo de jovens aristocratas, todos descendentes de famílias nobres, criaram um corpo de oficiais denominado de HWARANG, onde treinavam forte e tinham uma sólida formação moral e ética.

Em pouco tempo, muitos lutadores se uniram ao HAWRANG, formando uma força militar invejável, que para a época, foram denominados e conhecidos como os HWARANG DO.
O reino de SILA começou a destacar-se por ser um grupo menor e sempre vitorioso nas suas batalhas, fazendo com que os reinos de KOGURYU e BAEK JE fossem unificados a SILA, em 935 d.C. Com isso, foi fundada a dinastia KORYO.

Foi no período dos três reinos, SILA, BAEK JE e KOGURYO, que o budismo começou a perder força por causa do YUGUIO, uma forte seita que se instalou na Coréia espalhando-se rapidamente, afetando o povo coreano em seus costumes.

O yuguio dava importância somente ao conhecimento da mente e desprezava o da arte marcial. Com isso o hapkido foi praticamente esquecido e só não foi extinto por causa das múltiplas gerações de alguns nobres que deram continuidade às técnicas da arte marcial.

 

 

Young Sool Choi  – O grande nobre que não deixou o hapkido morrer

De 1909 à 1945 as práticas das artes marciais foram expressamente proibidas para o povo coreano, devido à ocupação japonesa na segunda guerra mundial. Alguns mestres, de forma secreta, continuaram a trabalhar suas técnicas para não serem esquecidas. O HAPKIDO, praticamente extinto na Coréia, conseguiu sobreviver a esta época graças ao Grão mestre Young Sool Choi.

Nascido em 1904, Choi ficou órfão logo aos nove anos de idade. Foi levado ao Japão e adotado como aluno por um dos maiores mestres daquele país na época, Sokaku Takeda.

Takeda era o grande Mestre do estilo Daito Ryu Aikijujutsu (praticado, conduzido e difundido até hoje pela família Takeda).

Muitos pesquisadores afirmam que Mestre Choi ficou sob a tutela de Mestre Takeda por aproximadamente 30 anos, tendo participado das inúmeras viagens e seminários daquele Mestre.

Com a morte de seu Mestre em 1943 e a derrota do Japão na Segunda Guerra Mundial, em 1945, a situação tomou-se insustentável naquele país e Yoshida resolveu retornar à Coréia, após mais de 30 anos de treinamento, levando em sua bagagem todo seu aprendizado.

Com a rendição japonesa, em 1945, a península coreana é dividida em duas zonas de ocupação: uma norte-americana, ao sul, e outra, soviética, ao norte. As negociações de unificação das Coréias fracassam e em 1948, são criados dois Estados distintos: Coréia do Norte e Coréia do Sul, separadas por uma linha imaginária, chamada de paralelo 38, sendo constantemente vigiada.

De volta à Coréia, tentou ensinar a arte que havia aprendido. Embora sua habilidade fosse fenomenal, alguns historiadores afirmam que ele cobrava muito caro por suas aulas e não conseguiu um lugar para ministrá-las. Mestre Choi levantou capital suficiente, vendendo bolinhos de arroz, para iniciar uma pequena criação de porcos. Para alimentá-los, ele se levantava ao amanhecer e se dirigia à Adega Suh, onde ajudava os operários a retirar água de uma fonte subterrânea em troca de grãos para alimentar seus porcos.

Foi nesse local que, por volta de 1947, conheceu seu primeiro aluno Bok Sub Suh, faixa preta em Judô e gerente da Adega Suh, o qual montou um pequeno Dojang (mesmo significado de dojo) nos fundos de seu escritório.

Essa primeira escola se chamou Yu Kwan Sool Hapki Dojang. Com o passar do tempo o nome da arte foi se alterando até chegar ao HAPKIDO em 1958, juntamente com acréscimos de chutes e armas ao arsenal de torções de sua arte.

Poucos alunos mais se juntaram ao seu grupo, destacando-se entre eles boa parte dos Grãos-Mestres coreanos de artes marciais do século XX. Seu modo de ensinar era muito rigoroso, chegando a chicotear seus alunos quando não atingiam os resultados previstos.

Apesar disso, os poucos alunos que teve mantiveram seus laços por muito tempo e sempre se orgulharam de terem sido seus estudantes.

Mestre Young Sool Choi, fundador do hapkido, foi aluno de Daito-Ryu Alkijutsu (pronunciado Dae-¬Dong-Ryu Hap-Ki Sool, em coreano) do grande Sokaku Takeda, no Japão. Nessa época a sua arte se chamava Yoo Sool (pronúncia coreana para Jiu-jitsu) e era ensinado quase exatamente o que Mestre Choi aprendeu do Grande Mestre Takeda.

Com o passar do tempo, Mestre Choi acrescentou algumas técnicas de artes marciais coreanas, como chutes e técnicas com armas. Mas o nome Yoo Sool era também utilizado para designar o Judô na Coréia, o que poderia causar grande confusão.

Suh sugeriu ao seu Mestre que mudasse o nome da arte para Yoo Kwon Sool, que significaria “Arte dos Punhos Suaves”. Muita gente ainda acredita que o hapkido venha do judô pela confusão com o Yoo Sool.

Após a Guerra da Coréia Mestre Choi se tornou guarda-costas e chefe de segurança do pai de Sub, então alto elemento do governo.

Esse trabalho rendeu inúmeros frutos, pois a fama do hapkido como arte marcial, eficiente em combates reais, se espalhou por todo lado gerando grande interesse pela arte.

Em 1951 Mestre Choi abriu um pequeno Dojang nos fundos de sua casa, chamado Dae Hanyu Kwan Sool hap Ki Dojang (“Dae Han” significa coreano), e passou a ensinar alguns alunos além do fiel Bok Sub Suh.

Em 1958 o mestre Choi e seu aluno Suh concordaram em abreviar o nome do estilo para hapkido. Existe também uma outra versão que possui muitos adeptos. Segundo ela, o mestre Ji Han Jae, um aluno do mestre Choi, chamou a arte que aprendeu de Hapki Yu Kwon Sool, mas achou o nome muito longo, abreviando-o para hapkido em 1957. Isso foi confirmado pelo Mestre Ji, em uma entrevista.

Mestre Choi faleceu em 1987, aos 83 anos.

 

 

Grão mestre Ji Han Jae

O grão mestre Ji Han Jae nasceu em Andong, Coréia do Sul, em 1936. Aos 13 anos, Ji começou a treinar por tempo integral o “Yu Kwon Sool” com o Grão Mestre Choi e continuou com ele até 1956. Aos 18 anos, sob a orientação de um homem chamado Taoist Lee, aprendeu técnicas de armas, Tae Kyon, jang-bong (bastão longo), o dan-bong (bastão curto) e meditação.

Em 1959, o Grão Mestre Ji, abriu sua primeira escola e foi o primeiro a usar o termo Hapkido.

Em 1962, o nome foi mudado para Kido. Ji fundou a “Kido Association”, onde Choi se juntou como membro.

Entre 1962 e 1979, Ji Han Jae trabalhou como guarda costas do presidente coreano Park Chung Hee, no castelo presidencial Blue House. Por este motivo, Ji tem muitas influências políticas. Foi também treinador de arte marcial dos guardas secretos do presidente, da polícia coreana, da academia de soldados e da Korean Special Forces. Em 1969, Ji foi convidado pelo governo norte-americano a ensinar o Hapkido aos guarda-costas do presidente Nixon e aos agentes do FBI.

Nos EUA, durante o programa de intercâmbio, Jhoon Rhee (mestre de Taekwondo) apresentou Ji, o artista marcial e ator, Bruce Lee, que era um admirador dos conhecimentos do mestre do Hapkido e pediu que fosse seu instrutor.

No inicio dos anos 70, Mr. Wong, presidente da “Golden Harvest Film Co” (produtora dos filmes de Bruce Lee), contratou o Grão Mestre Jin Han Jae para ser o treinador de artes marciais, conselheiro-supervisor técnico e treinador das estrelas de filmes de artes marciais e ainda trabalhar em alguns filmes como ator.

Bruce Lee quis que no filme “Game of Death” (Jogo da Morte) o mestre Ji usasse uma faixa dourada enquanto lutava contra Bruce lee. A faixa dourada representaria o mais alto grau alcançável nas artes marciais.

Existem linhas divergentes quando se pergunta quem foi o fundador do Hapkido. Alguns atribuem a Yong Sul Choi e outros a Ji Han Jae. É importante dizer que Choi foi professor de Ji, porém, podemos observar a situação de diferentes ângulos. O maior estudioso de Artes Marciais Coreanas, Dr. Kimm He-Young, após anos de pesquisa nos disse o seguinte:

“Podemos aceitar as duas posições dizendo que Choi acendeu o palito de fósforo, mas quem fez a fogueira foi Ji”.

 

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
– SITE: Confederação Brasileira de Hapkido – http://confederacaobrasileiradehapkido.com/
– SITE: Federação Brasileira de Hapkido Tradicional – http://www.hkdbrasil.com.br/
– SITE: Federação Coreana de Hapkido – http://www.koreahapkidofederation.net/
– SITE: Federação Riograndense de Hapkido Olímpico – http://www.hapkidors.es.tl/
– SITE: Federação Internacional de Hapkido – http://www.itatkd.com/ihf.html
– SITE: Associação Nacional de Hapkido Tradicional – http://www.hapkidotradicional.com.br/

LEAVE YOUR COMMENT

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

71 − 68 =